sexta-feira, 2 de outubro de 2009

AGRADECIMENTO AOS BOAVISTENSES



Meus Amigo(a)s

O primeiro objectivo está conquistado.

Os resultados da Boa Vista foram os seguintes:
- PSD: 720 votos;
- PS: 374 votos;
- CDS: 36 votos;
- Brancos e nulos: 39.

Objectivo seguinte:

Agora, há que arregaçar as mangas e trabalhar. Não me esquecerei dos compromissos assumidos com os Boavistenses.

Quero agradecer a todo(a)s que apoiaram a minha candidatura e naquele(a)s que confiaram o seu voto em mim e na minha equipa.

Quero, também, assumir aqui o compromisso de ser o presidente de TODOS os Boavistenses, independentemente das suas opções partidárias. Temos todos que estar unidos no mesmo objectivo: obter o melhor para a nossa Freguesia.

Espero, sinceramente, que sejamos uns dignos representantes da nossa terra e que correspondamos à confiança dos Boavistenses e às expectativas que depositam em nós. .

Quero aqui realçar o trabalho extraordinário da minha equipa e agradecer-lhes, do coração, todo o empenho e dedicação e a forma como abraçaram esta causa. O resultado só poderia ser um: a VITÓRIA.

A vitória não é minha. É DE TODA A EQUIPA. É justo dizê-lo.

É por isso que fico tão feliz quando os Boavistenses me dão os parabéns pala vitória e acrescentam: “Parabéns, também, pela excelente equipa que arranjaste”.

Também os Boavistenses estão de parabéns, porque escolheram o melhor projecto para a sua terra. Assim Deus nos dê saúde e força para concretizarmos os nossos objectivos. Vontade não nos falta. Determinação também não.

Muito Obrigado a todos.


CONTEM COMIGO!...


Mário Rodrigues

Vamos Viver a Boa Vista
mariorodrigues-boavista.blogspot.com



Apresentação Candidatura

Caros Amigos:
Apresento-me como candidato à Assembleia de freguesia da Boa Vista nas próximas eleições autárquicas que ocorrerão a 11 de Outubro. Começo por vos saudar e agradecer o vosso apoio ao que pode ser o início de uma mudança que, estou certo, a maioria dos Boavistenses deseja para a nossa terra. A minha candidatura resulta de um convite que me foi dirigido pela actual presidente e candidata à Câmara Municipal de Leiria, Dra Isabel Damasceno, com apoio do PSD. Na verdade não contava com tão honroso convite mas, após algum período de reflexão, entendi que poderia ser útil à terra que escolhi para viver e onde gostaria de ver crescer os meus descendentes e famílias. Foi então que decidi avançar mas, para isso, era condição imprescindível rodear-me das pessoas que, sendo minhas amigas, demonstrassem também COMPETÊNCIA, DEDICAÇÃO E AMOR PELA NOSSA TERRA. Estou certo de que estou rodeado dos melhores e que ambos ambicionamos o melhor para a nossa terra. Não me movem motivações políticas, financeiras ou outras de promoção individual. Seria incapaz de usufruir de qualquer benefício financeiro pelo facto de me disponibilizar para servir a minha terra. Faço-o com gosto, pois eu vivo a Boa Vista 24 horas por dia, esteja onde estiver. Por isso, vou abdicar de qualquer vencimento a que tenha direito, sendo o mesmo canalizado para as Associações da Freguesia. Para aquela, ou aquelas, que, em determinado momento, mais necessitem. Pelo menos no primeiro ano (sem excluir os seguintes) essa verba será canalizada para o Centro de Dia, que tanto precisa da nossa ajuda. A minha motivação consiste, unicamente, em contribuir para o melhoramento da qualidade de vida dos Boavistenses que, como sabem, tem sido seriamente comprometida num passado recente e que em nada se identifica com o passado, já algo longínquo, de que tanto nos orgulhamos. A Boa Vista merece voltar ao lugar que já foi seu: Freguesia líder e de referência no nosso concelho e de projecção nacional. Para isso há três condições que considero essenciais: HONRAR O PASSADO, MELHORAR O PRESENTE E PROJECTAR O FUTURO. Pretendo que a campanha decorra em sã harmonia com as outras candidaturas, que desde já saúdo, com base no respeito mútuo, mas ciente e crente das minhas convicções e com a dignidade que um acto destes requer. Os Boavistenses merecem-me o máximo respeito, pelo que assumo aqui, perante vós, o compromisso de ser um digno representante da nossa freguesia, a tempo inteiro, durante todo o período do executivo e não apenas em vésperas de novo acto eleitoral. O meu compromisso com a nossa terra será baseado em objectivos realistas e projectos exequíveis, para que os Boavistenses deixem de andar enganados, como tem acontecido nos últimos anos. Com base em pressupostos que têm orientado a minha vida e dos quais não abdico nunca: VERDADE, COMPETÊNCIA, DEDICAÇÃO, TRANSPARÊNCIA E HUMILDADE. Tudo farei para corresponder às vossas expectativas. Muito obrigado pela vossa confiança.
Eu e os Boavistenses contamos convosco!...

VAMOS VIVER A BOA VISTA !!!
http://mariorodrigues-boavista.blogspot.com


Carta aos Boavistenses



- O lançamento da 1ª pedra aconteceu em 28 Junho 2009
- Há três meses, que os elementos da Associação de Solidariedade fazem peditório público, na freguesia!
- O Festival de Sabores e do Leitão, da responsabilidade da Associação, realizou-se em 23 de Agosto de 2009
- Agora é que dizem publicamente que apoiam.
- Só agora… PORQUÊ?




Boa Vista, 25 de Setembro de 2009




Caro(a)s Amigo(a)s Boavistenses

Pouco antes do início da campanha eleitoral para as eleições autárquicas, a Junta de Freguesia da Boa Vista entendeu colocar um cartaz informando que apoia a construção do Centro de Dia, com utilização (não sabemos se autorizada) de uma foto virtual do Projecto do mesmo.

Estranho (ou não) tal necessidade, na medida em que, apoiar iniciativas deste género é uma obrigação básica de qualquer Junta de Freguesia. Coloca-se, então, a seguinte questão: porquê só agora o apoio?
Esta necessidade de afirmar aos Boavistenses que a Junta apoia a construção do Centro de Dia pressupõe que era intenção da Junta não o apoiar?
Começam a ficar claras algumas situações, nomeadamente:
- A dificuldade burocrática na resolução de algumas questões de licenciamento.
- A obrigatoriedade, colocada pela Junta, para que a Associação construa um novo ringue desportivo, como contrapartida para a construção do Centro de Dia no local actual.
- O facto da Associação ter sido expulsa das instalações da Junta, não lhe sendo permitindo lá efectuar as reuniões, tendo chegado ao ponto de lhes mudarem as fechaduras das portas.
Será que, nessa altura, (inicio de 2009) o ainda presidente da Junta pensaria que o Presidente da Associação se estava a preparar para se candidatar pelo PS, já que ele seria o candidato natural? Isso explica o facto do ainda presidente se ter ido oferecer ao PSD para se candidatar por este partido.

Perante estes factos, entendo prestar os seguintes esclarecimentos:

A

A-1- O centro de Dia não é uma obra da Junta de Freguesia da Boa Vista.

A-2- O Centro de Dia é uma obra de todos, da responsabilidade da Associação de Solidariedade Social da Boa Vista, cujo Presidente, restantes membros e colaboradores têm sabido mobilizar e envolver toda a população neste grande objectivo, o que têm feito com muito trabalho e sacrifício pessoal.

A-3 - A Associação de Solidariedade Social da Boa Vista é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, com órgãos sociais próprios, presidida pelo Boavistense Vítor Carpalhoso (que não é, nem nunca foi, membro da Junta de freguesia) e cujo trabalho, competência e dedicação a esta causa é um exemplo para todos nós. Por isso, esta associação é uma colectividade semelhante a qualquer outra da nossa Freguesia.

A-4- É do nosso conhecimento que a actual Junta de Freguesia, até esta data, não deu qualquer contribuição financeira directa para o Centro de Dia, muito menos apoiar “Fortemente” tal construção como vai tentando apregoar.

B

B-1- Como candidato à Presidência da Junta de Freguesia da Boa Vista, assumo o compromisso de honra, que a Junta que vier a presidir apoiará financeiramente a construção do Centro de Dia em estreita e desinteressada colaboração com a Associação de Solidariedade Social da Boa Vista.

B-2- Como candidato à Presidência da Junta de Freguesia assumo pessoalmente o compromisso de honra de entregar à Associação de Solidariedade Social da Boa vista, para a construção do Centro de Dia, todos os vencimentos que vier a auferir como Presidente da Junta, no 1.º ano, sendo que os restantes são distribuídos por todas as associações, incluindo também a Associação de Solidariedade.

B-3- Como candidato à Presidência da Junta de Freguesia da Boa Vista, assumo, desde já, o compromisso de honra de a Junta que vier a presidir propor e apoiar a Associação de Solidariedade Social da Boa Vista na construção de um lar para terceira idade na nossa Freguesia.

C

C-1- Como candidato à Presidência da Junta de Freguesia da Boa Vista quero dar a minha palavra de honra a todos os Boavistenses, perante os quais assumo o compromisso de, embora a prioridade actual ser o Centro de Dia, apoiar todas as outras colectividades da nossa terra, o que farei com absoluta igualdade, não privilegiando nenhuma delas em relação a outras. Para ser mais claro: assumo perante os Boavistenses o compromisso de honra de, obviamente, não privilegiar o Grupo Desportivo e Recreativo da Boavista em relação às demais colectividades.
O que defendo são critérios claros e objectivos para que cada instituição saiba com que pode contar para o desenvolvimento das suas actividades.

C-2- Na apresentação do nosso programa, que Vos será entregue em breve, estes temas voltarão a ser abordados e desenvolvidos justificando-se o presente esclarecimento apenas por uma questão de oportunidade face ao cartaz colocado pela Junta de Freguesia da Boa Vista que, como facilmente se percebe, se presta a confusões entre Junta e candidatos à Junta.

C-3- Pensamos que só a total ausência de obra feita, neste último mandato pela actual Junta de Freguesia, pode justificar a tentativa desesperada de apropriação, em proveito próprio, de obra alheia para fins meramente eleitorais.

Meus amigos: não basta dizer que se apoia; é preciso apoiar mesmo e o Centro de Dia precisa do apoio de toda a população.                             
Também eu CONTO COM TODOS!







Caros Boavistenses:

Depois de Vos termos apresentado as nossas propostas para a BOA VISTA, este é o momento para reflectirmos e avaliarmos a execução do programa apresentado pela lista do PS há 4 anos;
Este é o momento de verificarmos o (in)cumprimento daqueles que sabiam “onde ir buscar o dinheiro!”
Pegando no programa da actual Junta (PS), de há 4 anos, os Boavistenses, cansados de promessas, interrogam-se:



1 - Onde está a piscina coberta e aquecida?
2 - E a piscina, a céu aberto, de apoio ao parque verde, com valência de apoio aos fogos?
3 - E o apoio domiciliário?
4 - Onde está a ambulância?
5 - E o circuito de caminhada ribeirinho, o circuito de BTT e o espaço para jogos tradicionais?
6 - Que apoio psicológico e a que pessoas?




7 - Onde está a requalificação urbana do centro da freguesia?
8 - Que dispositivos limitadores de velocidade foram instalados nas estradas dos Machados e Alqueidão?
9 - Que vias foram alargadas de modo a facilitar a circulação dos peões?
10 - Que melhoria na sinalização rodoviária da freguesia?
11 - Que melhoramento ao nível da iluminação pública? Em que ruas?
12 - Que meios para os combates aos fogos?
13 - Onde está o suinódromo? Não era um espaço multiusos para a realização do Festival do Leitão e outros eventos?
14 - E o Festival do Leitão? Que redimensionamento para feira das actividades económicas?
15 - Porque acabaram com o Festival?
16 - E a certificação do Leitão da Boa Vista?
17 - Porque é que a Associação de Suinicultores acusa a Junta de Freguesia de incompetência? (ver Jornal Meirinhas - Agosto 2007)
18 - Que despoluição dos Ribeiros dos Mortórios e das Lapas? Que repovoamento piscícula?
19 - Onde está a associação de desenvolvimento da freguesia?
20 - Onde está a geminação da Boa Vista com uma povoação estrangeira afim?
21 - Que restaurante desse povoado foi convidado para participar no Festival do Leitão?
22 - Onde está a fonte que brota água do cretáceo?
23 - Quando se realizou o Curso sobre Agricultura Biológica?
24 - Onde está o centro equestre?
25 - Quantos espectáculos culturais de música sacra, filarmónica, ranchos, teatros, entre outros, se realizaram na freguesia?
26 - Quantas viagens a eventos culturais e/ou espaços de cultura?
27 - E por falar na criação do museu… Onde está o museu?
28 - E a publicação do jornal? Qual a periodicidade?
29 - Que promoção e planificação de uma Nova Boa Vista, a norte da freguesia?
30 - Que reflorestação da área ardida? Que intervenção e colaboração com os proprietários?
31 - Relativamente ao PDM, que intervenção, que divulgação junto dos boavistenses?


A propósito de algumas realizações:
a) Que construção de passeios?
b) Que critérios para oferta de materiais (calçada, lancil, blocos, outros)? É do conhecimento de todos os boavistenses? Quem pode beneficiar?
c) Que apoio ao associativismo da freguesia. Com que critérios? Que divulgação?
d) Que apoio ao Rancho Típico? Porque se entregou um cheque ao Rancho, ao fim de 8 anos, em pleno palco, aquando da realização do Festival de Folclore, conforme puderam testemunhar várias pessoas? Porquê só agora?
e) Limitadores de velocidade ou lombas (Machados e Alqueidão)? Passadeiras desniveladas? Quantos peões atravessam nessas passadeiras?
f) Que circuito de manutenção? Porque estiveram os equipamentos fechados na cave da Junta quase 4 anos?
g) Quem foi a empresa certificada que colocou os equipamentos? E se houver um acidente? É responsabilizada a empresa que forneceu os equipamentos ou a empresa que os colocou? Ou será que é a Junta?
h) E, relativamente, à monografia da Boa Vista, porquê tanta pressa? Como diz o povo: «cadelas apressadas…». Porque não se evitaram alguns erros e omissões, nomeadamente no capítulo “Boa Vista Contemporânea – os séculos XIX e XX”? Caiu-se no ridículo de nem sequer acertarem na composição da actual Assembleia de Freguesia.
i) A propósito de “Memórias”, porque não aparece uma fotografia da Igreja? E do Rancho Típico da Boavista? Porque aparece uma fotografia do campo sem balizas, sem banco de suplentes, dando ideia de obra inacabada?
j) Porque não se referenciam, por exemplo, pessoas como Ferreira da Costa e David “Oriental” (desporto) e Manuel Flor e Raul Vendeirinho (Rancho), entre outras?
k) E o Joaquim Vendeirinho e o Aníbal H, entre outros. Não são (também) estas pessoas que fazem a história da nossa terra?
l) Porque é que os membros da Assembleia de Freguesia e as entidades oficiais (Governo Civil, Câmara Municipal - nem sequer o vereador da cultura!!!) não foram convidados para o lançamento do livro e foi convidado um personagem que não tem nada a ver, nem com a nossa terra, nem com a cultura, nem com nada com interesse para o acto?
m) Porque se maltratam pessoas e instituições?
n) Porque é que se maltrata quem faz alguma coisa e se premeia aqueles que não fazem nada e que, ainda por cima, são maldizentes?

De facto,
ALGO NOS DISTINGUE!
VIVER A BOA VISTA










Video de Apresentação



video